top of page

Embalando materiais recém-escavados - O que fazer no campo?

A escavação muda as condições ambientais às quais os artefatos estão acostumados. Isso pode causar danos graves e alterações de condição de preservação.


Para a maioria dos materiais, geralmente é melhor mantê-los armazenados em condições semelhantes às de como foram enterrados ou aclimatá-los lentamente a estas novas condições.


A embalagem no campo é muitas vezes considerada temporária, mas nem sempre é o caso e torna-se armazenamento permanente. Por isso, escolha com cuidado os materiais de embalagens que serão utilizados nesta etapa.


Algumas recomendações importantes durante o trabalho de campo:

· Não coloque objetos sob luz solar direta para evitar a condensação.

· Embale objetos de diferentes materiais separadamente.

· Não preencha o conteúdo dos sacos plásticos com muito material.

· Não coloque objetos pesados ​​em cima dos leves.

· Certifique-se de que os objetos estejam bem apoiados se forem frágeis.

· Planeje com antecedência os materiais de embalagem, para isso, conte com o apoio de um conservador.


Procedimentos para embalar materiais arqueológicos:

Princípios gerais:

Se estiver seco: mantenha-o seco.

Se estiver úmido: faça uma secagem lenta do material. Em alguns casos, a secagem lenta é boa para materiais inorgânicos (como cerâmica, vidro, pedra), mas para materiais orgânicos (como madeira, osso ou materiais compostos) geralmente é melhor mantê-los úmidos.


CERÂMICA


– Se estiver úmido ou seco:

Seque a cerâmica úmida lentamente - observe a cristalização de sais que podem danificar a superfície.

Cerâmicas de baixa queima são frágeis quando molhadas. Tenha cuidado ao manuseá-las e secá-las.

Cuidado com as flutuações na umidade relativa.


– Se encharcado/molhado:

Manter armazenado em água até que possa ser tratado por um conservador.

Lembre-se de que o armazenamento prolongado na água pode promover o crescimento biológico.


VIDRO E LÍTICOS

– Se estiver úmido ou seco:

As mesmas recomendações para cerâmica.

Para vidro, um recipiente com umidade controlada (de 20 a 40%) é melhor nesses casos. Use um recipiente hermético com sílica gel para controle da umidade.


– Se encharcado/molhado:

As mesmas recomendações para cerâmica.


METAIS



– Se estiver úmido ou seco:

Armazenar em ambiente dessecado.

A literatura mais recente recomenda menos de 12% de umidade para ferro.

Ambientes livres de oxigênio com dessecante também são uma opção.


– Se encharcado/molhado:

Mantenha armazenado em água até que possa ser tratado por um conservador. O pH da solução deve estar acima de 8 para reduzir a taxa de corrosão.

Lembre-se de que o armazenamento prolongado na água pode promover o crescimento biológico.


MADEIRA

– Se estiver úmido ou seco:

Seque lentamente se estiver úmido.

Manter em umidade controlada, em torno de 50%.


– Se encharcado/molhado:

Mantenha armazenado em água se for proveniente de um local de água doce ou em uma mistura de água salgada/doce se for de ambiente salino até ser tratado.

Mantenha em local escuro e fresco (como geladeira) para reduzir a atividade biológica.


COURO, OSSOS, DENTES


Mesmas recomendações para a madeira.


Quer saber mais sobre este assunto? Temos um curso novinho te esperando aqui!


Veja detalhes do curso com a Profa. Ana Carolina Delgado Vieira sobre Conservação de Materiais Arqueológicos



Fotos: Google - GRAPE - FIELD ARCHAEOLOGY, NMC 261


Posts recentes

Ver tudo

Komentar


bottom of page