top of page

Manual de boas práticas para digitalização e promoção do patrimônio cultural


O Manual é o primeiro passo do pacote de trabalho, identificando e compartilhando práticas de criação e comunicação de conteúdos digitais consideradas boas ou mesmo melhores exemplos, por meio de uma pesquisa documental conduzida por diversos parceiros.




A Transylvania Trust Foundation é o parceiro responsável por este trabalho.


Os operadores culturais já chegaram a uma opinião unânime sobre a necessidade urgente de uma transição digital capaz não só de tornar o patrimônio histórico e artístico utilizável à distância, mas também de atingir o objetivo de preparar o patrimônio cultural para enfrentar os desafios do futuro, explorando as oportunidades que as novas tecnologias oferecem. O digital transformou repentina e irreversivelmente não apenas os processos de produção e armazenamento de material artístico criado a partir do zero, mas também os métodos de conservação e valorização de materiais históricos.


Quanto aos tipos de conteúdos digitais, dado que um único projeto pode incluir vários tipos que muitas vezes se complementam, as coleções/bases de dados digitais se destacam (67), seguidas das visitas virtuais (32) e conteúdo de vídeo (31). Tecnologias mais recentes, como modelos/reconstruções 3D (19) e AR/VR (11), são apresentadas com menos destaque, enquanto os jogos educativos são uma tendência relativamente nova (6) que certamente será mais prevalente no futuro.


O livro traz uma seleção de 25 práticas destacadas, e os autores optaram por ordená-las em categorias de experiências, portanto, o objetivo foi considerar esses exemplos do ponto de vista do usuário.


Clique aqui para baixar este livro (em inglês).


116 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page