top of page

Gatos no museu??

O Museu Hermitage em São Petersburgo na Rússia abriga uma enorme coleção de peças, incluindo alguns dos maiores tesouros artísticos do mundo; mas menos conhecido é que um exército de gatos tem guardado esses tesouros de roedores predadores desde 1745!



Naquele ano, a imperatriz da Rússia, Elizaveta Petrovna, assinou um decreto ordenando que os gatos fossem encontrados e levados à sua corte em Moscou - 'os melhores gatos, os maiores, capazes de pegar ratos e acompanhados de uma pessoa que cuidará de sua saúde.'.


Na época do reinado de Catarina, a Grande (1762-96), havia um número considerável de gatos. Eles sobreviveram à invasão do prédio pelos bolcheviques em 1917, mas durante a Segunda Guerra Mundial seus descendentes sucumbiram à doença ou à fome. Depois de três anos 'livres de gatos', eles foram reintroduzidos o mais rápido possível após a guerra.


Hoje, os gatos vivem no Hermitage; Eles são cerca de 50 e são considerados funcionários do museu. Oficialmente, o diretor permite 50, mas na prática os gatos vêm e vão, então podem chegar a 60!!




Os recém-chegados são vacinados e a maioria castrada para evitar a proliferação indevida, mantendo apenas reprodutores suficientes para manter a população. Cada gato tem um 'passaporte' com a sua fotografia e recebe um certificado especial de l'Hermitage, que lhes confere uma certa distinção.




Nenhum dos animais é permitido nas galerias... No entanto, muitas das portas de serviço verdes nos seis edifícios do Hermitage têm pequenas portas para gatos, para que os residentes possam entrar e sair quando quiserem entre os jardins, onde no verão podem ser vistos passeando ou descansando entre as exposições. porão, onde fica o 'quartel-general dos gatos'.




Que sorte os funcionários do Hermitage!

E no seu museu? Como é feito o Manejo Integrado de Pragas?


Quer saber mais sobre este assunto? Temos um curso novinho te esperando aqui!

Veja detalhes do curso com o Prof. Ricardo França sobre Manejo Integrado de Pragas aqui!



123 visualizações0 comentário
bottom of page